Image Image Image Image Image
Scroll to Top

To Top

Criatividade dentro do canteiro garante sustentabilidade em obras

Criatividade dentro do canteiro garante sustentabilidade em obras

Diminuir o impacto ambiental em grandes obras têm sido um dos principais objetivos de empresas do setor. Investimento em novas tecnologias, materiais sustentáveis e novos métodos de construção, aliados a estudos detalhados de terreno que possibilitam o máximo de aproveitamento da luz e ventilação natural nos ambientes se tornaram fundamentais nos empreendimentos ecologicamente corretos.

A tecnologia Bubbledeck, introduzida no país por meio de uma parceria entre a Braskem e a empresa Bubble Deck, por exemplo, consiste na aplicação de esferas plásticas dentro de uma estrutura metálica e tem sido aplicada em lajes leves, substituindo o uso de concreto maciço. Além de utilizar menos matéria prima, diminui significativamente o tempo da obra.

Utilizando um conceito semelhante o Aterro Ultraleve utiliza blocos de Expandend Polysterene (EPS) para fazer a fundação em terrenos moles. Normalmente este aterro é feito com terra, e com o novo método, é possível diminuir emissão de CO².

Por fim, temos também as paredes de alta performance, que consistem em montantes de perfis galvanizados plaqueados com gesso e preenchidos com argamassa. Com este método, é possível reduzir a produção de resíduos em cerca de 75%.

E aqui no Parque da Cidade não poderia ser diferente. Já falamos sobre as ações adotadas para reduzir o impacto ambiental, como o uso de banheiros prontos, fachadas pré-moldadas e a Central de Concreto Usinado, entre outras que, além de otimizar o tempo de obra, reduz as emissões de CO² e o impacto geral da obra.

 

Post relacionado:
Série canteiro sustentável apresenta ações socioambientais do Parque da Cidade nas Redes Sociais

Enviar um comentário